terça-feira, 16 de julho de 2013

Ensino domiciliar: avança o retrocesso.

No dia 02/07, o portal Aprendiz noticiou que a Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei 3179/12 que regulamenta o ensino domiciliar no Brasil. O texto deverá ainda ser apreciado pela Comissão de Constituição e Justiça e, em seguida, irá para análise do Senado Federal.

Uma lástima! Mais uma tentativa de tornar legal um procedimento contrário a todos os interesses e necessidades das nossas crianças e jovens. Uma ínfima minoria – a entidade patrocinadora do projeto de lei diz que existem 800 famílias adotando essa prática! – deseja incluir em nosso sistema educacional uma forma de isolamento e exclusão de jovens cidadãos do ambiente escolar.

O MEC posicionou-se mais uma vez contrariamente a essa ideia: “O entendimento do parecer é de que a família não deve privar seus filhos do convívio escolar, sendo que cabe obrigatoriamente ao Estado o dever de assegurar a educação escolar das crianças e adolescentes”, informou o ministério ao jornal Globo.

E o professor Carlos Alberto Cury concorda: “Quem pratica o homeschoolling afirma que uma das razões para educar os filhos em casa é a baixa qualidade do ensino no Brasil. Mas, se a qualidade é baixa, devemos melhorar a escola e não abandoná-la. Além disso, a criança não cria espírito coletivo. Desenvolve-se um individualismo exacerbado”.

Concordo inteiramente com ele. Estamos fartos dos individualismos extremos. As manifestações de junho passado comprovam que o espírito coletivo e cidadão é o caminho.

2 comentários:

  1. Regina Ribeiro Rocha Beranger19 de julho de 2013 11:27

    Não acredito nisso.Se o aluno só tiver o ensino domiciliar sim,pois não vai interagir e trocar com outros, mas qdo o ensino é voltado para estudar,compreender o que em sala de aula não consegue, acho super válido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Regina,
      Antes de mais nada, obrigado por seu comentário.
      Também acho super válido o estudo em casa como uma complementação da aprendizagem realizada na escola. Quando a relação escola-familia está bem estruturada, esse apoio dos pais, em casa, pode ajudar muito o desenvolvimento das aprendizagens das crianças e jovens.

      Excluir